Fique Onde Está e então Corra

Este livro não é muito difícil de entender, apesar de se passar em uma época realmente difícil para algumas pessoas: A primeira guerra mundial. A história narra a vida de Alfie Summerfield, um menino que não estava entendendo por quê os adultos pareciam tão preocupados, afinal era seu aniversário de cinco anos.

Eu achei a história muito realista. Eu ainda não sei muita coisa sobre a guerra, mas aprendi muito com esse livro, porque ele explica nos dando uma ideia do que sentiríamos se nossos pais fossem “tirados” de nossas casas sem nem mesmo saber se eles vão voltar algum dia.

O livro é muito emocionante e um tanto chocante. Eu adoro John Boyne, principalmente por seus livros serem tão impactantes.

Recomendo muito a leitura, porque além de ser tudo o que eu descrevi antes, mostra um pouco a realidade das crianças naquela época.

john.jpg

Anúncios

Paulo Leminski: Toda Poesia

O livro é repleto de poemas que nos fazem refletir sobre o mundo em que vivemos. Ele também nos acalma com o jeito em que os conta, dando a impressão de que o mundo não é um bicho de sete cabeças impossível de ser domado, muito pelo contrário.

Eu sempre gostei de poemas, mas também tinha dificuldade para entender alguns. Existem muitos poetas que ainda não são conhecidos, mas que tem um grande talento como Paulo Leminski.

O livro não tem uma história, tem várias. Uma em cada poema. E é exatamente isso que o torna único. Ele brinca com as palavras e as junta em um conjunto harmonioso, dando uma vontade de continuar a ler.

Recomendo esse livro com toda certeza, mas é bom ter um dicionário em casa, pois algumas palavras podem ser novas ou complicadas de entender. Fora isso, o livro é fantástico!

Capa_toda_poesia(3)

 

 

Percy Jackson e os olimpianos: O ladrão de Raios

O livro é o primeiro da saga de Percy Jackson e os olimpianos e, para mim, o melhor de todos. Ele retrata uma parte da Mitologia que é muito antiga, como se passasse “escondida” nos dias de hoje. A história é sobre um garoto que tem deficit de atenção e TDAH (pelo menos é isso o que ele acha) descobrindo um “lado oculto” do mundo.

Essa primeira parte da saga mostra – além de muito conhecimento histórico – os problemas que existem no mundo de forma oculta. Quem lê, com o objetivo de adquirir conhecimentos, provavelmente iria gostar muito! Claro  que é uma obra de ficção, mas nem por isso deixa de ser algo cultural e emocionante.

Uma das coisas que eu gostei muito, foi que não existe apenas uma personagem principal, exitem várias, como os seus grandes amigos: Grover e Annabeth, que ficaram com Percy durante a maioria das aventuras.

Achei a história muito interessante, mas não posso deixar de lado algo que me incomodou um pouco: o livro todo apresenta aventura e uma pitada de mistério, menos o final.  Eu acho que se tivesse algo que não fosse tão explícito, despertaria a vontade de acompanhar o desenrolar da história.

 

Princesa adormecida

  Para quem nunca leu algum livro escrito por Paula Pimenta, esse é um ótimo começo. Por mais que o livro seja classificado para o juvenil, é um romance clássico e muito fofo.

  A ideia do livro (pelo o que eu entendi) é que um conto de fadas pareça real e ao mesmo tempo, mágico. Por mais que eu já tivesse contato com a escrita da autora, achei que ela se superou com esse livro justamente ( e estranhamente) por não deixar de ser um conto de fadas. A história se passa ao redor da vida de uma garota comum, mas nem por isso perde a encantadora ideia de ser da realeza (no caso, literalmente).

  Eu sem dúvidas recomendaria esse livro tanto para jovens e adultos, não importando o sexo, porque por mais que ele não esteja explícito, existem assuntos muito sérios no livro, como até aonde uma mentira pode ser levada na brincadeira, ou até pela auto-estima (como todos por dentro são príncipes e/ou princesas).

  Acho que ninguém que leve um livro ao pé da letra sabe o que é conhecer o mundo do jeitinho que ele é. O livro existe para espalhar conhecimento pelo mundo com, como eu chamo, glamour.princesa.jpg

Sobre mim

Meu nome é Giulia Galeazzi, tenho 13 anos e sempre gostei de escrever e de ler. Acho que a ideia de juntar as duas coisas que eu mais gosto de fazer foi ótima para mim, e para a minha família que me apoiou muito.

Eu já tentei criar uns dois ou mais blogs, todos sobre diversos assuntos: desde o meu dia a dia até dicas de maquiagem! Quando eu percebi que nenhuma dessas coisas eram a minha cara, desisti.

Depois de três anos, percebi que realmente deveria fazer algo sobre a minha opinião sobre as coisas. Existe forma melhor de começar isso do que pelos livros?! A ideia inicial era criar um canal no youtube e gravar minhas resenhas com um toque bem pessoal, por isso depois de um tempo, decidi fazer os dois (o canal eu ainda estou trabalhando): um canal e o blog.

Espero que tenham gostado de quem eu sou!

XOXO,

Giulia Galeazzi